O Meu Partido Socialista, por Tiago Barbosa Ribeiro

O meu Partido Socialista é em primeiro lugar um partido em que a sua unidade fundamental assenta na pluralidade sobre todas as visões sobre ele: é um partido que faz da diversidade a força da sua unidade. O PS em que acredito tem memória mas não está anquilosado no passado. Tem sólidos valores e princípios de acção na esquerda democrática, mas recusa dogmas e não verga a realidade a guiões pré-estabelecidos, antes dialoga com o mundo e é a partir dele que cria soluções para novos futuros. É um PS da Revolução Francesa e do Maio de 68, do 25 de Abril e da queda do Muro de Berlim, de uma social-democracia plural e aberta que cruza diferentes contextos e experiências como pilares da esquerda socialista democrática.

É um partido de combate e de ideias, que recusa as inevitabilidades e renova na sua acção novos possíveis para os aplicar em prol de todos os cidadãos. Este PS é cosmopolita e aberto ao mundo. É um PS republicano e heterodoxo, observando as fronteiras da República à escala de uma identidade europeia e europeísta, internacionalista, global. Mas que se distingue desde logo pela intervenção local, pela distinção de uma boa governação autárquica e por uma matriz geneticamente regionalista, defensora de uma integração nacional não assimétrica.

É um PS reformista e transversal à sociedade portuguesa, representando todas as suas sensibilidades: na academia, nos sindicatos, nas empresas. É um PS que defende o contrato social que propusemos aos portugueses e que não aceita a desregulação entre capital e trabalho, a desproporção dos sacrifícios e o desmantelamento da nossa base social e económica. Que defende a via do mercado, mas não da mercantilização.

É um PS crítico mas irredutível nas suas opções. É um PS que não aceita o falso argumento de um mercado livre onde só é livre quem detém capitais para escolher, dotando os cidadãos de instrumentos sociais que possibilitem a autonomia e a decisão. É um PS onde ninguém fica para trás: na escola pública, no acesso à saúde, na emancipação jovem, na segurança social, nas reformas.

Um PS que tem orgulho da sua história e do seu legado no país, encontrando na força dos seus militantes a certeza sempre renovada de que as grandes conquistas estão hoje e sempre por escrever, estimulando o combate, a alternativa, o compromisso. Este não é apenas o meu PS. É, estou certo, o PS de todos nós no PS de todos os dias.

______________________________________________________________

Da série de artigos “O Meu PS”, escritos por amigos, militantes da Juventude Socialista e/ou do Partido Socialista, que acederam ao nosso convite para reflectirem sobre o presente e futuro do PS.

Tiago Barbosa Ribeiro é Coordenador da Concelhia da Juventude Socialista do Porto e Deputado do Partido Socialista na Assembleia Municipal do Porto.

Advertisements